GESTANTES DE RECIFE  – *FALE COM A PARTEIRA*

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
GESTANTES DE RECIFE
*FALE COM A PARTEIRA*
Grupo de *Enfermeiras Obstetras* para orientações de gestantes do *Recife e Região Metropolitana* sobre questões envolvendo o *COVID-19 e o trabalho de parto/parto.*
O objetivo do grupo é *ajudar as gestantes que já estão no tempo de parir a avaliarem a real necessidade de irem para a maternidade, seguindo as recomendações mundiais.*
Durante 24 horas por dia, através de uma escala, *profissionais enfermeiras obstetras* ajudarão a identificar o tempo das contrações, o intervalo, movimento do bebê, se a bolsa rompeu, a cor do líquido, sinais de risco. Também estaremos disponíveis para dúvidas em geral em relação a gestação, na identificação de sinais de risco relacionados tanto às questões obstétricas quanto ao COVID-19 para entender se é o momento de procurar ou não um serviço. Tudo isso baseando-se nas evidências científicas atuais e nas recomendações dos órgãos de saúde.
*Como fazer para ter acesso?*
*PASSO A PASSO*
1. Entre no grupo de WhatsApp por esse link 👇🏿👇🏽👇🏼
Ou pelo link disponibilizado na bio do Instagram @falecomaparteira
2. Escreva *preciso de informação*
3. A profissional escalada irá responder via WhatsApp no seu contato privado
4. Se necessário for, a profissional ligará para ajudar a esclarecer as dúvidas e dar o suporte com orientações.
A orientação é que as gestantes tenham a menor exposição possível aos ambientes com a finalidade de:
– diminuir exposição possível em recepções
– reduzir número de internação precoce desnecessária
– diminuir do tempo de internação
– reduzir a alocação de recursos de insumos e EPI pelo menor tempo de internamento
– aumentar disponibilidade de vagas para quem realmente está em trabalho de parto
– contribuir para a melhora do fluxo de atendimento, já que sabemos que haverá maior demanda nas triagens de maternidades em função do COVID-19
*Atenção:* Esse grupo se configura como grupo de apoio virtual e portanto, deixamos claro que se trata de um suporte através de orientações apenas.
Havendo a identificação de riscos e/ou necessidade de uso de medicamentos a recomendação é que a gestante procure um profissional ou serviço de saúde presencialmente.

Leia Também