A FEBRASGO reforça que a prestação continuada de serviços essenciais de saúde sexual e reprodutiva das mulheres deve ser uma prioridade

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Publicado originalmente no site da FEBRASGO

 

A Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia – FEBRASGO atua no âmbito científico e profissional, congregando e representando os 17 mil médicos gineco-obstetras brasileiros. Através da promoção da educação permanente através de informações confiáveis baseadas em evidências científicas e diretrizes, a FEBRASGO valoriza e se dedica à saúde da mulher.

Reforçamos que, mesmo no atual período de pandemia da COVID-19, devem ser considerados como serviços essenciais e ininterruptos a nossa população, os serviços de atenção à violência sexual, o amplo acesso à contracepção, o direito e acesso à saúde sexual e saúde reprodutiva e o abortamento seguro para os casos previstos em lei, e a prevenção e o tratamento de infecções sexualmente transmissíveis, incluindo diagnóstico e tratamento para HIV/AIDS.

A FEBRASGO entende que somente assim impactaremos positivamente na redução da morbimortalidade materna, na saúde feminina e na melhoria do nível de qualidade de vida das mulheres brasileiras.

Leia Também