Dia #14 da campanha Está em suas mãos – ReHuNa nos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra mulheres

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Raiana tinha compreensão de que o que proporcionava as más experiências nas histórias de parto que ouvia era a violência na atenção obstétrica e decidiu que não deixaria esse tipo de assistência tão comum no Brasil impedir que ela tivesse um parto vaginal. Ela teria essa experiência e sem violências.

Os motivos e benefícios que ela experienciou ao ter assistência de uma equipe humanizada são:

1 – profissionais respeitosos que entendiam e respeitavam a fisiologia do trabalho de parto

2 – cuidado com a ambiência adequada

3 – respeito a suas vontades e flexibilidade de protocolos de acordo com sua individualidade

4 – presença constante do parceiro que conhecia todos seus desejos e a apoiava incondicionalmente

5 – escolhas com respaldo de profissionais atualizados e baseados em evidências científicas

6 – havia o interesse comum entre todos os membros da equipe em garantir o bem estar da mãe e bebê, mas garantindo seu protagonismo

7 – recuperação plena logo após o parto

8 – ter tido uma experiência positiva no parto a encorajou para que a próxima gravidez teria assistência similar, ocasionando outra experiência positivia de parto

9 – ter a hora de ouro respeitada

10 – vivenciar em seus dois partos experiência transcendentes, de forte emoção , compreensão e conexão com a mulher que ela é.

Depoimento: Raiana Falcão Ferreira
Realização: ReHuNa
Apoio: ECOS UnB e Rádio Web Saúde UnB

Você já assinou nossa petição? O link está no perfil!

Leia Também